‹ Voltar

Oficina de Produção Audiovisual tem como resultado filmes de ficção, experimental e videoclipe rodados em Corumbá

  • 27 maio 2018
  • Categorias:Geral

Corumbá (MS) – Na tarde deste domingo (27), no Centro de Convenções Miguel Gomez, aconteceu o encerramento da Oficina de Produção Audiovisual promovida por Marinete Pinheiro e Gabriel Lima. Iniciada em 27 de abril, com encontros semanais realizados nos fins de semana, a oficina contou com a participação de 17 pessoas e o resultado foram quatro curta-metragens, exibidos hoje ao público. Todos os participantes receberam certificados.

“Existe uma potência do audiovisual aqui em Corumbá. Essa oficina deixou isso bem claro, tivemos produtos muito interessantes”, comenta a cineasta e documentarista Marinete, que dividiu as aulas com Gabriel, que também é cineasta. Foram 48 horas, que mesclaram estudos teóricos e aulas práticas. A diversidade é um dos pontos que chamam a atenção. Foram dois filmes de ficção “4h30” e “O Caderno de Marina”; o experimental “Sarobá”, que trata do poeta Lobivar Mattos, autor corumbaense que assina o livro “Areôtorare” e o próprio “Saborá, além de “Rap de Fundo de Quintal”, um videoclipe que traz toques de ficção do grupo Atentado Suburbano.

“Temos um documentário que ainda não foi finalizado, sobre o mestre curureiro Agripino Magalhães”, lembra Marinete. Segundo ela, a ideia é que o filme seja lançado junto às comemorações dos 100 anos de Agripino, em 8 de junho. Ele é um dos pioneiros na confecção artesanal da viola de cocho, instrumento que toca desde os 10 anos. O instrumento está registrado desde 2005 como patrimônio imaterial no Livro de Saberes do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional).

A participação foi gratuita e a oficina de produção teve como objetivo  a formação de produtores independentes com conhecimentos teóricos e práticos sobre produção audiovisual, com enfoque na produção de curtas documentários e ficção. “A vontade de produzir foi a tônica dessa oficina. Trouxemos equipamentos, que era a maior dificuldade que os participantes encontravam para rodar seus trabalhos”, afirma. Os interessados apresentaram propostas de roteiro, que começaram a ser elaboradas durante a oficina.

Uma das propostas foi o videoclipe do grupo Atentado Suburbano, dirigido por Vinicius Galharte. Segundo o jovem de 19 anos, a ideia de fazer um clipe para a banda era antiga. “Essa é a terceira oficina que eu participo. Fiz uma no Moinho Cultural e outra no Festival anterior. Elas me deram base pra começar a pensar cinema e audiovisual de uma maneira bem mais abrangente”, comenta. Ele que é um dos MCs do grupo decidiu o roteiro junto com a namorada, que também participou da oficina, e tudo foi rodado com o apoio de mais uma pessoa. O clipe foi exibido na sexta-feira, antes do show do rapper Criolo.

Texto: Thiago Andrade

Fotos: Eduardo Medeiros

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.