‹ Voltar

Com OCAMP e Cia de Dança do Pantanal, Moinho Cultural participa do FASP 2022

Entre os dias 26 e 29 deste mês, acontece em Corumbá o FASP (Festival América do Sul Pantanal). O Instituto Moinho Cultural Sul-Americano participa das atividades, com a OCAMP (Orquestra de Câmara do Pantanal) e a Cia de Dança do Pantanal, além de abrir as suas portas para receber algumas atrações da programação, como o Quebra-torto com Letras e algumas oficinas.

A OCAMP vai abrir a programação do festival, na noite de quinta-feira (26), na Praça Generoso Ponce, no centro de Corumbá. O maestro da orquestra, Eduardo Martinelli, explica que serão 50 minutos de apresentação e o repertório já foi selecionado.

“Nosso repertório será bastante diversificado, com um caráter mais festivo e apropriado para um concerto ao ar livre. Para a Ocamp e todo o Moinho Cultural é um passo importante participar do festival. Recentemente, fomos para Dubai, percorremos quatro capitais com o Vale Música e, agora, vamos participar do Festival América do Sul Pantanal. É uma grande responsabilidade, pois é um evento que traz gente de diversos países e de outros estados brasileiros. Sobretudo, é uma grande responsabilidade por nos apresentarmos, pela primeira vez no ano, em casa”, afirma o maestro.

No domingo (29), último dia de festival, a Cia de Dança do Pantanal, criada há cinco anos no Moinho Cultural, sobe ao Palco Rio Paraguai, no Porto Geral, para se apresentar no show do trio Hermanos Irmãos, formado por Márcio De Camillo, Jerry Espíndola e Rodrigo Teixeira. Participam, ainda, da apresentação os músicos Carmen Monges (Paraguai) e Ruben Goldin (Argentina). O show é a última atração do festival.

Integrante dos Hermanos Irmãos, Márcio De Camillo destaca que o trio já esteve junto com o Moinho Cultural em outras apresentações. “Neste ano, completamos 10 anos e o objetivo deste encontro musical é um abraço na América do Sul, pensando pelo lado melódico e rítmico. O Moinho Cultural tem levado cultura além das fronteiras e, ao longo destes 10 anos de Hermanos Irmãos, já tivemos participações artísticas e sempre foi maravilhoso. Agora, contamos de novo com uma participação especial do Moinho nas músicas Mercedita e Galopeira”, adianta Márcio sobre a participação da Cia de Dança do Pantanal.

Portas abertas

Além das apresentações no festival, o Moinho Cultural também participa como espaço cultural, durante o Festival América do Sul Pantanal. Confira a programação:

. De 25 a 29 de maio, das 08h às 22h – oficina: Curso de Audiovisual;

. Dias 27 e 28 de maio, das 8h às 11h – evento aberto Quebra-torto com Letras, um momento literário do FASP;

. Dia 27 – Show da banda Adilson Big, às 10h;

. Dia 28, às 9h30 – oficina “Dança e o treinamento consciente”;

. Dia 28 – Show da Banda Urben, às 10h;

. Dia 29, às 14h – oficina “Troca de experiência em videodança”.

“É uma alegria abrirmos as portas do Moinho Cultural para o Festival América do Sul Pantanal. Corumbá e toda a nossa região fronteiriça pulsam cultura e arte. E aqui no Moinho Cultural não é diferente! Por isso, ser espaço de manifestações artísticas é tão importante para nós”, afirma a diretora executiva da instituição, Márcia Rolon.

 

Texto e Foto: Assessoria

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.